sexta-feira, 25 de março de 2011

A LINGUAGEM DA MÍDIA.....






Pomba de paz (Picasso)
Como marcar a “Operação Nordeste de Amaralina” que está acontecendo desde cedo da madrugada do dia de hoje? Estamos mais uma vez experimentando um conjunto de emoções: medo, ansiedade e pavor. Mas aqui queremos apenas fazer uma observação a respeito da linguagem usada na mídia que descreve a situação atual. Ela continuará durante este final de semana. As frases colocadas nos fazem questionar o papel da mídia. Fala-se da “limpeza do Nordeste de Amaralina” e do “dia da vitória”.  Uma linguagem desta reforça a imagem do bairro violento e não ajuda na cultura da paz. Tem uma grande diferença entre a frase: “bairro violento” e “violência no bairro”!!!  A mídia poderia contribuir à paz na região do Nordeste de Amaralina através de convocações pacíficas, relatando os fatos de uma maneira menos sensacionalista.
A nossa sede pela paz é bem expressa na música da Joana:
"Nossos dias quando estão assim difíceis
Não estamos sós, tem alguém por nós
Vejo cenas que jamais pensei que visse
Vidas que se vão...inocentes vão!
Seja amigo ou estranho, dói igual em mim
São Geísas, Carolinas, Omymares, Tins
Quantas vezes me pergunto:"O que é ser um cidadão?"
Eu não quero só sobreviver! Quero a plenitude do viver!
Já nem sei pra onde vai a humanidade
Tem que ter amor, sem qualquer temor
Todos têm direito à felicidade
E a poder sonhar, em qualquer lugar
Quero andar sem ter o medo no meu calcanhar
Na cidade à noite amando estrelas e luar
Quero ver numa criança a esperança refletir
No sorriso, me fazendo crer, nessa paz

Que eu quero tanto ter. Ô, ô, ô, ô paz!
Peço agora, paz!
Esse grito eu não vou calar

Como não calo uma oração. Paz!
Nós queremos paz!
Quem deseja faz acontecer não fica esperando em vão
Quero andar sem ter o medo no meu calcanhar
Na cidade à noite amando estrelas e luar
Quero ver numa criança a esperança refletir no sorriso,
Me fazendo crer nessa paz que eu quero tanto ter ô,ô,ô,ô, paz; ô,ô,ô,ô paz."

Foto aereal da região do Nordeste de Amaralina


Um comentário:

  1. Nilza Santos, integrante do P.C26 de março de 2011 11:28

    Gente, este artigo de ontem foi muito bem feito e mexe com a existencia do nosso ser, este nosso anseio por uma cultura de paz.
    Eu creio que não é com mais violencia que iremos findar esta página, mas com a força da ternura...´´ As guerras só existem por causa do medo´´! Sonhemos então com uma sociedade sem medo de investir na educação e oportunidade dos jovens, e, assim andararemos sem ter medo no nosso calcanhar como dizia Joana. Holanda um pequeno país da Europa foi o que mais se desenvolveu nestes ultimos anos. E sabe qual foi o segredo? O investimento na Educaçao. A resposta nao é limpeza do bairro mas educaçao investida para estes nossos jovens que acabam sendo escravos deste sistema que fere e mata.

    ResponderExcluir