sábado, 12 de maio de 2012

Mães que perderam seus filhos para a violência



25 comentários:

  1. "A Esperança
    Tece a linha do horizonte
    Traz tanta paz
    Em reluzente e doce olhar
    Que nos confronta
    Quando o mar não é tão manso
    Quando o que resta é só o frio sem luar
    E nasce leve, devagar em uma canção de ninar
    Que nos acolhe pra dizer
    O Amor jamais deixou Você..."
    (Flávia Wenceslau)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como é bom ler palavras de reflexôes e solidariedade.
      muito obrigado querida ti amo muito

      Excluir
  2. Querida irmã e amiga Lidia fico muito orgulhosa dessa tua criação(video). É muito bem feito. Que o Deus Mae e Pai te segure e cuide de todas essas mães Maria que não perde a força e a garra e que carrega no corpo essa marca de ser simplismente Maria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém.
      Obrigada querida.
      Um beijo no coraçâo.

      Excluir
  3. Dear Lidia,
    Its wonderful meeting you in Salvador and working with you. Congratulations for this beautiful work that you have done for your son.....and it is not only for your son, for all other women who have no way of venting out what they actually feel about the loss of their beloved children. I am very proud of you!!! You are a very breave, strong and couragous woman. Hang in there and fight it out...its worth everything. I am quite certain too that Junior is also very proud to have a mother like you. Parabens e Deus proteja.

    ResponderExcluir
  4. Queridíssima Lídia, aqui estou, vendo o video e sentindo o dedo que cada um(a) de integrantes do Projeto Consolação, principalmente as mães dentro do video. Admiro demais a qualidade e o cuidado com qual o video foi feito. A música do Milton Nascimento "Maria" diz tudo. E as fotos falam por si. Gostei muito o respeito no video e a linguagem das imagens. Dentro delas têm muita gentileza, ternura e esperança. Muitas vezes, falando de um tema como a perda, falamos negativamente de outros assuntos. Mas um video desse nos faz lembrar que a linguagem positiva se grava no subconsciente e assim, contrui a paz. Somos construtoras da paz. Você é uma coluna neste palácio da paz. A música me fez pensar numa outra música.... você já sabe qual: "Numa flor que tem espinhos. Você pode se arranhar. Se o bem e o mal existem. Você pode escolher. É preciso saber viver". Que saibamos viver. Estou longe de vocês, mas junto com vocês - cotidianamente pensando, rezando e caminhando.... "caminhando e cantando e seguindo a canção... braços dados... " Um forte abraço, muita saudade e sim, sempre o meu apoio e a minha admiração para toda a turma do Projeto Consolação

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os amores na mente,e as flores no châo.
      A certeza na frente, a estoria na mâo
      caminhado e cantando e sequindo a cançâo
      apredendo e ensinando um nova canção.
      querida amiga,mulher guerreira construtora da paz
      estou com muita saudade,mas voce é muito presente sempre
      o seu amo criou muitas raizes.
      beijo no coraçâo

      Excluir
  5. PERDI MEU FILHO TAMBEM NO DIA 25 DE JUNHO DE 2010 FOI A PIOR NOTICIA Q RECEBI NA MINHA VIDA ATE HOJE O MEU SORRISO,ALEGRIA DE VIVER SE FOI JUNTO COM O MEU GUILHERME,EU NAO QUERIA Q ISSO CONTINUAÇE A ACONTEÇER QUANDO EU SEI Q ASSASINRAM ALGUM RAPAZ EU FALO MAS, UMA MAE PRA SOFRER FEITO EU SENHOR TOMA UMA SOLUÇAO Q ADOR E PIOR Q DOR DE PARTO PORQ DO DE PARTO PASSA MAS A DOR DA PERCA E ETERNA O SOFRIMENTO VEM EM TUDO EN TODAS AS LEMBRAÇAS Q EU SINTO DO MEU LINDO FILHO GUILHERME.PRA SEMPRE TE AMAREI,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Normanda,aqui vai o meu abraço,agradeço pela abertura dos sentimentos lacrados
      O tempo é o nosso aliado
      O Deus Pai Ele cuida de nos.
      devemos fazer o papel do curador ferido.
      curando e sendo curado
      assim o milagre acontece
      Um beijo neste coraçâo ferido

      Excluir
  6. Sou mãe tbm que sofre a perda do filho, meu Felipe foi morto num latrocinio em novembro de 2011, foi um baque que levei da vida, ele tinha 22 anos, partiu 5 dias antes de completar 23, eu parei de viver, choro todos os dias, tenho crise de desespero as madrugadas, não consigo mais ver cor nas coisas, não vejo alegria, não tenho prazer em fazer mais nada...vivo por viver, sobrevivo, me tiraram a paz e a alegria, e até hj, se passaram 9 meses e eu não tive uma resposta e nem justiça foi feito, fazendo uma busca pela internet encontrei esse blog, e meu coração ficou feliz, por encontrar pessoas que sabe muito bem o que tenho vivido, quem quiser escrever pra mim, por favor, sinta-se a vontade e agradeço a oportunidade de expor aqui a minha dor. Preciso de ajuda. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz está com você,
      olha não pare de lutar transforme esta dor em luta.
      A sua paz não tiraram,pois você é uma mulher de paz.
      Alegria, talvez sim, mais o tempo é um grande amigo.
      E tenha certeza, a justiça de Deus não falha.
      O seu Felipe está bem, pois está nos braços de DEUS,
      onde um dia estaremos juntos.
      Não desista de lutar nunca, a impunidade não poderá vencer.
      Estou orando por você.
      Um forte abraço, força, coragem.

      Excluir
  7. Oiie não pare de lutar pois eu tbm sei o que é perder alguém que tanto amamos , fica na paz de Deus , o Feeh está nos braços do PAAI Deus escolhe os capacitados para estarem ao lado dele e o seu filho concertesa foi um escolhido , fica em paaz beeijo

    ResponderExcluir
  8. oi continue lutando nao para seja feliz deus estara junto com tigo um abraço

    ResponderExcluir
  9. Perdi meu filho em maio de 2009 aos 20 aninhos em um (acidente)nunca mais fui a mesma e nem serei,minha vida nunca mais será a mesma e eu nunca mais serei feliz por completo,pois um enorme pedaço foi tirado de mim; é uma dor muito cruél a dor da saudade.Sei que minha felicidade nunca mais será a mesma e nem completa.

    ResponderExcluir
  10. Querida Fátima obrigado por partilhar a sua dor com mingo,sei muito bem como é mas Deus é fiel .
    Um dia Deus olho para seu povo sofrido e disse "Eu o Senhor Deus vi seus sofrimentos vou curá-los, quia lós e consolá-los.
    (Isaías 57,18).
    Querida, sinta-se consolada diante das dificuldade que o mundo apresenta esteja sempre de pé, forte e decidida a lutar pela sua vida, a dor da saudade é cruel mais o tempo nos ajuda muito, creia nisso
    Na sexta feira as 14:h estarei fazendo uma oração por você e pelos nossos filhos
    Um grande beijo no coração ferido

    ResponderExcluir
  11. quando a gente rececebe noticia eh ruim,naum acredita;qdo a gente ve no CAIXAO O MUNDO ACABA...´mas qdo a gente volta p casa...eh ve q eh verdade:ENLOUQUECE...e a cada dia q se passa FICA PIOR PQ...VC SABE Q NAUM VAI VOLTAR...............

    ResponderExcluir
  12. Pedir minha Filha no dia 2 de maio de 2011, com 30 anos.de ACIDENTE!foi o pior dia da minha vida saiu feliz para trabalhar é voltou morta foi a pior dor que senti na vida. estou de pé porque tenho muita fé em DEUS é ele que esta me segurando mas e uma saudade muito grande,estou desolada nada para mim tem alegria naõ tenho vontade de fazer nada vou levando a vida e com DEUS no coraçaõ.obrigada pela a oportunidade de compartilhar minha dor com outras maes que passam pela mesma dor.Beijos fica com DEUS!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  13. perdi meu filho dia 28 de junho,tinha feito 22 anos a doré tao grande q as vezes sinto o ar faltando do peito,um filho nao era pra ir antes de seus pais agente nao sabe como continuar a vive sem ele,vivo aqui 24 horas p/dia pesando nele a dor é forte.

    ResponderExcluir
  14. oi sou fatima perdi minha filha sara tinha 6 anos ela pasou mal eem menos de 6 horas ela foi embora ,até agora 1 ano e 3 meses não descobrir a causa da morte ,choro,sofro só continuo por que tenho mais duas princesas gêmeas que precisam de mim

    ResponderExcluir
  15. hoje faz oito meses que meu filho partiu pra casa de deus,ainda hoje vivo sem acreditar q ele se foi tão cedo quando aviolençia bate na sua porta voce não sabe como agir ador da perda,ador da injustiça fico pesando como eu devo continuar,não tenho respostas ate quando vamos viver nesse mundo cão de hoje.

    ResponderExcluir
  16. Ola perdi meu filho dia 05 02 2010 vitima de latrocino vespera de seu anivesario dia 6 a dor e terrivel dilasera o coracao e alma parte de mim morreu junto com ele nao tenho mais alegria nao consigo ouvi as musicas q ele gostava os filmes tudo tras lenbrancas e quando a policia nao faz nada e ainda pio a sensacao de inpotencia de injustica a vida do meu filho valeu um celular de 300 reais q talves foi trocado por uma pedra de crak se as leis fossem mas duras com assasinos muitas dores erao evitadas falam muito em direitos humanos mais so servem p os bandidos q tem q ser bem tratados nas cadeia se tiverem um arranhao os direitos humanos estao la p defender e os nossos direitos q passamos noites em claro chorando a dor da perda do filho filha amado q nunca mais vamos abracar e dizer ti amo

    ResponderExcluir
  17. perdi meu en1502 2011 vitima de arma de fogo com 21anos filho querido vivia dizendo que iria cuidar de min trabalhador sempre preocupado com os irmãos neste dia saiu dizendo que voltava logo encontrou uns conhecidos parou para conversar de repente um carro parou e atirou matando 03 rapazes e ferindo outro que sobreviveu meu filho estava na hora errada no lugar errado e com as pessoas erradas hoje tento viver mas a saudade do meu filho e intensa e quase impossível viver sem ele peço a deus todos os dias para me dar forças para continuar a milha luta filho amado eu nunca vou te esquecer ti amo ate o fim da milha vida

    ResponderExcluir
  18. Eu também estou sofrendo da mesma dor pois no dia 24/09/2017 perdi meu filho de 22 anos assinado covardemente por disparo de arma de fogo e até agora não encontraram o assassino do meu filho pois vivemos num país sem lei estou revoltada com essa lei que nada faz.hoje meu filho se estivesse vivo estaria comemorando 23 anos.hoje o céu está em festa.

    ResponderExcluir
  19. Perdi meu filho no dia 07/11/2017, assassinado com um tiro na cabeça. Sei que nunca serei a mesma e o que me faz continuar a viver é saber que tenho outra filha e a certeza de um dia encontrar ele na Glória. A dor e a saudade são constantes.

    ResponderExcluir